sexta-feira, 18 de abril de 2014

AMANHÃ É DIA DE MALHAÇÃO DE JUDAS

Não se espante se ao acordar neste sábado você der de cara com um boneco pendurado em postes ou muros nos cantos da cidade: é a Malhação de Judas que acontece tradicionalmente em todo o País organizada por grupos de moradores que se divertem com as brincadeiras organizadas para o dia. Em alguns locais é feito até concurso para escolher o melhor boneco que simboliza o discípulo que traiu de Cristo.

Não podemos precisar um horário para o início da brincadeira da destruição dos bonecos em São Miguel do Guamá já que nenhum grupo divulgou seus trabalhos no município, preferindo ficar no anonimato. Os bonecos são confeccionados pelos populares com papel e goma, miriti, palha e vestes, e são velados na noite que antecede a malhação a base de muita brincadeira.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

SEMANA SANTA: CELEBRAÇÕES VÃO ATÉ DOMINGO

Todos os anos os católicos lembram-se do sofrimento de Cristo durante a programação da Semana Santa que teve início no último domingo com a Missa de Ramos.
Procissão da Fuga do Senhor, Missa do Crisma com a cerimônia do Lava Pés, Procissão do Senhor dos Passos, Procissão do Senhor Morto e Vigílias farão parte da programação que se encerra domingo.

Via Sacra Dramatizada
Um dos momentos que emociona os fiéis católicos na programação da Semana Santa em São Miguel do Guamá é a Via Sacra Dramatizada que acontece todos os anos no largo de Nossa Senhora de Nazaré, encenada por 80 pessoas que atuam nas mais diversas profissões, nesta sexta-feira, 18, às 19h. Os atores realizam os papéis vividos por personagens bíblicos encenando as 15 estações percorridas por Jesus antes de sua morte. Os atores envolvidos na encenação passaram mais de um mês trabalhando na estruturação do evento e ensaios para serem apresentados às centenas de pessoas que irão até o largo de Nossa Senhora de Nazaré na sexta-feira.

O que é a Semana Santa / Semana da Paixão?
A Semana da Paixão (também conhecida como Semana Santa) é o tempo desde o Domingo de Ramos até o Domingo de Páscoa (domingo da Ressurreição). Semana Santa é assim chamada por causa da paixão com que Jesus voluntariamente foi à cruz para pagar pelos pecados de Seu povo. Semana Santa é descrita em Mateus capítulos 21-27; Marcos capítulos 11-15; Lucas capítulos 19-23 e João capítulos 12-19. A Semana Santa começa com a entrada triunfal de Jesus no Domingo de Ramos, montado em um jumento, assim como profetizado em Zacarias 9:9.
A Semana da Paixão continha vários eventos memoráveis. Jesus purificou o Templo pela segunda vez (Lucas 19:45-46), então disputou com os fariseus a respeito de Sua autoridade. Depois disso, Ele fez o Seu Discurso das Oliveiras sobre o fim dos tempos e ensinou muitas coisas, incluindo os sinais de Sua segunda vinda. Jesus comeu a sua Última Ceia com os discípulos no Cenáculo (Lucas 22:7-38), depois foi para o jardim de Getsêmani para orar enquanto esperava que a Sua hora chegasse. Foi aqui que Jesus, depois de ter sido traído por Judas, foi preso e levado para os julgamentos diante de vários sacerdotes, Pôncio Pilatos e Herodes (Lucas 22:54-23:25).
Após os julgamentos, Jesus foi açoitado nas mãos dos soldados romanos. Em seguida, foi forçado a carregar o Seu próprio instrumento de execução (Cruz) pelas ruas de Jerusalém, ao longo do que é conhecido como a Via Dolorosa (caminho das Dores). Jesus foi então crucificado no Gólgota no dia antes do sábado, foi sepultado e permaneceu no sepulcro até domingo, um dia depois do sábado, e, em seguida, gloriosamente ressuscitou.
Esse tempo é conhecido como Semana Santa porque foi quando Jesus Cristo realmente revelou a Sua paixão por nós através do sofrimento pelo qual voluntariamente passou a nosso favor. Qual deve ser a nossa atitude durante a Semana Santa? Devemos ser fervorosos em nossa adoração a Jesus e em nossa proclamação de Seu Evangelho! Assim como Ele sofreu por nós, igualmente devemos estar dispostos a sofrer para poder segui-Lo e proclamar a mensagem de Sua morte e ressurreição.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

CONVOCAÇÃO DE CONSELHEIRO FOI DA EXPECTATIVA À FRUSTRAÇÃO

Durante toda a semana foi divulgado que o presidente do conselho de assistência social do município iria até a câmara municipal (após convocação) e detonaria uma “bomba” que poderia até provocar a exoneração da atual secretária de Promoção Social.
O dia chegou e a expectativa das dezenas de pessoas que se aglomeravam nas dependências daquela casa de leis era de que as denuncias pudessem ter consistências, o que não aconteceu, frustrando a plateia que esperava uma saraivada de acusações já que o conselheiro ocupa o cargo de presidente e está de posse de muitos documentos.
Foi nítida a investida do consiliário em atingir apenas a administração atual, inclusive mostrando pontos positivos de uma ex-secretária daquela pasta que atuou no governo anterior, o que foi percebido por todos. Para que todos tenham uma ideia de que uma armação possa estar sendo desencadeada para derrubar a atual secretária para colocar a apadrinhada de um político da cidade, durante toda a semana vereadores e frequentadores da câmara já tinham na ponta da língua o nome da substituta da secretária de promoção social. Segundo o comentário de um cidadão que estava na galeria “ele (presidente do conselho) não mostrou pra que foi, nem mostrou documentos e se embananou após intervenções de alguns vereadores.”
Pela falta da propalada “bomba” os focos foram desviados para os vereadores Andrey Monteiro (PDT) e Neidinha Feitosa (PROS) que mais uma vez protagonizaram cenas que levaram a plateia a dar risadas e mostrar descontentamento com seus representantes, tudo por conta de uma indicação que está na comissão de constituição e justiça daquela casa.

MANIFESTAÇÃO DE VEREADOR CAUSA INDIGNAÇÃO NA PLATÉIA
Não é de hoje que o vereador do PDT se vale de termos pejorativos e chulas para atingir sua colega de plenário. Após uma sessão que encerrou depois de muita confusão o edil escreveu em seu blog que a parlamentar é “papagaio de pirata”, “ingênua” e que “faz dobradinha com seu namorildo”. Na sessão de hoje, 16, o parlamentar do PDT foi mais além: insinuou que o fechamento da farmácia de propriedade da vereadora foi por falta de gestão o que levou o seu nome ao órgão de proteção de crédito. Algumas pessoas na plateia não gostaram da atitude do edil e passaram a se manifestar contra as palavras direcionadas a Neidinha que não se encontrava mais em plenário. Um caso que envolve três vereadores já se encontra na comissão de ética daquela casa que deverá receber mais uma denúncia.  

segunda-feira, 14 de abril de 2014

TERMINA HOJE PRAZO PARA ENVIO DE LISTA DE FILIADOS

Conforme estabelece o Provimento nº 3 da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, os diretórios estaduais dos partidos políticos estão informando todas as direções municipais sobre a urgência do envio da lista de seus filiados para a Justiça Eleitoral, a ser feito exclusivamente pelo Sistema Filiaweb, que pode ser acessado na página do Tribunal Superior Eleitoral pela internet, no seguinte endereço: http://filiaweb.tse.jus.br/filiaweb/
O período de envio das filiações começou no dia 7 de abril e termina hoje, 14, sendo que as senhas de acesso deverão ser obtidas nos Cartórios Eleitorais de sua cidade. 

Para que não haja imprevistos, e de forma a evitar eventual congestionamento no Sistema Filiaweb, a recomendação é que o procedimento seja feito com a máxima antecedência possível.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

SANTA LUZIA DO PARÁ: PREFEITO RETORNA AO CARGO POR CONTA DE LIMINAR

Depois da pompa que foi a posse da presidente da câmara de Santa Luzia do Pará como prefeita interina, a população e a classe política daquele município foram surpreendidas com a decisão do juiz relator João Batista Vieira dos Anjos, do TRE, que determinou a reintegração do prefeito Adamor Aires e seu vice Robson Federal, após Ação Cautelar impetrada pelos representantes dos políticos afastados. Diante da decisão, os cassados pelo juiz da 41ª Zona Eleitoral, devem continuar no cargo até apreciação e decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral-TRE. Adamor e Robson foram cassados após a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que tinha como argumento a capitação de sufrágio, através de intervenção de poder econômico e abuso de poder político.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

CARTA INSINUA QUE VEREADORES E UMA RÁDIO DA CIDADE ESTÃO VENDIDOS

Uma carta lida na tribuna da câmara de São Miguel do Guamá pela vereadora Maria Fernandes (PR), quase entorna mais uma vez o caldeirão que vem fervendo desde o início da legislatura deste ano. A carta trazia em seu teor a indignação da senhora Mariane Vasco pela situação em que se encontram alguns serviços prestados à população e a denúncia de que três vereadores se venderam para o executivo. Uma rádio do município também foi mencionada por não divulgar nada.
Cobrando do presidente da casa apuração sobre o conteúdo da carta, o vereador Júnior Lira (PSDB) rebateu dizendo que a autora foi usada e não perdoaria quem estivesse por trás de toda a situação. O vereador disse também que a mulher que entregou a carta para Maria Fernandes foi funcionária da prefeitura quando Nenê Lopes esteve no governo.

CARTA TRADUZ OS COMENTÁRIOS DE ESQUINA

Se foi ela que escreveu ou não, não vem ao caso. Ela mostrou a cara e disse ser de sua autoria, ao contrário de muitos marmanjos que falam pelos cotovelos nos bares das esquinas e não tem a coragem que Mariane teve de expressar seu descontentamento. E olha que esses marmanjos são muitas das vezes “amigos” desses edis e frequentam quase que diariamente aquela casa de leis. Trocando em miúdos o que a humilde senhora quis dizer foi que alguns vereadores que tem o poder de fiscalizar, se atrelam aos interesses próprios e fingem que nada está acontecendo e que a população que se dane. O que ela disse já se tornou uma prática muito comum no nosso País onde parlamentares se vendem em troca de favores pessoais e familiares. E essa troca existe sim em nosso município e é bom que a câmara apure isso, conforme foi solicitado pelo vereador Júnior Lira. Caso não seja apurado, então, as denúncias da humilde e corajosa senhora terão fundamentos.

terça-feira, 8 de abril de 2014

MAIS UM PRESIDENTE ASSUME EXECUTIVO NO PARÁ

Olinda é a prefeita interina do
município até a realização
de novas eleições
A Justiça Eleitoral não está pra brincadeira. Mais um prefeito e um vice do Pará foram afastados por conta da cassação por terem cometido crime eleitoral nas eleições de 2012. Desta vez foram o prefeito Adamor Aires e o vice do município de Santa Luzia do Pará cassados pelo juiz Omar José Miranda Cherpinsk da 41ª Zona Eleitoral. Assumiu interinamente a prefeitura até a realização de novas eleições a presidente daquele legislativo, vereadora Olinda da Luz Lucena. Quem assumiu a presidência da câmara também em caráter interino foi o vereador Orly Soares que deu posse ao suplente de vereador Ozires Bastião.
Adamor foi cassado com seu vice  e também
terão que pagar multas
A ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi patrocinada pelo PMDB contra a coligação “Caminhando com o povo”, de Adamor Ayres e Robson Roberto da Silva (PR) sob o argumentando de capitação ilícita de sufrágio, através de intervenção de poder e econômico e abuso de poder político. No andamento do processo ficou comprovado através de gravação que Adamor Ayres ofereceu emprego em troca de votos. Áudios periciados pela Polícia Federal atestaram a legitimidade da gravação.

O TRE ainda não se manifestou sobre a data do novo pleito.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

VEREADOR USA REDES SOCIAIS PARA FALAR SOBRE INCIDENTE OCORRIDO NA ÚLTIMA SESSÃO ORDINÁRIA

Este Blog publicou com o título “Vereadores quase vão às vias de fatos em São Miguel do Guamá”, sobre um incidente envolvendo três vereadores daquela Casa de Leis. Como este espaço publicou trechos apenas dos vereadores Neidinha Feitosa (PROS) e Andrey Monteiro (PDT) retirados das redes sociais, deixando de publicar manifestação do outro vereador envolvido Raimundo do Miteco (PROS) pelo que passamos a divulgar, na integra, sua manifestação feita na data de hoje em seu perfil no Facebook.


Incidente na câmara, como foi e o que penso!

1 - Tumulto e ameaças de socos e pontapés na Câmara
Dos fatos ocorridos na última sessão da câmara ficaram muitas dúvidas e tem gente dizendo o que quer e o que pensa, por mim não teria problema, mas insistem em mencionar meu nome como o fizeram na sessão de maneira desrespeitosa e mentirosa, por isso não posso deixar de relatar os fatos como de fato aconteceram.
Na hora dos fatos não entendi o que irritou tanto o vereador Andrey a ponto de jurar socos e pontapés pra mim, o que só não ocorreu por interferência do ver Jairo e Alailson, a quem só tenho a agradecer, pois caso contrário eu teria sido massacrado a tapas pelo Andrey (segundo ele). Mas vejamos:
A sessão transcorria tranquilamente até o grande expediente, diferente do que falou o mentiroso a confusão não foi na hora da discussão ou pedido de vista da indicação da vereadora Arineide (segundo a assessoria jurídica da câmara não cabia vistas naquele momento), mas sim após minha fala no grande expediente, onde nem sequer mencionei tal assunto, apenas fiz cobranças a líder do governo Ver. Irá solicitando respostas aos meus pedidos de informações ao Executivo, isso sim irritou o vereador (depois explico).

2 - A matéria polêmica
No que diz respeito a matéria citada, indicação de pagamento de adicional de insalubridade aos agentes comunitários de saúde:
Na hora da matéria que indicava ao poder executivo a tomada de providências para pagamento de adicional de insalubridade aos Agentes Comunitários de Saúde, a sessão transcorreu normalmente até mesmo o pedido de vista não foi questionado, pois nesse momento eu não estava no plenário, senão o teria questionado sim, mas quando retornei a matéria já estava nas mão do 1º Secretário para vistas.
Minutos antes do pedido de vistas na discussão da matéria, fiz um pronunciamento que depois foi enxertado pelo vereador Andrey no qual eu disse que: “ em relação a matéria nada poderíamos contribuir juridicamente, pois não se trava de projeto de indicação de lei, nem de projeto de lei, apenas da simples transmissão do desejo de uma categoria através de uma representante do povo na câmara ao Poder Executivo Municipal, este sim se tivesse interesse em atender ou negar deveria usar dos atributos jurídicos e de sua assessoria jurídica para usando de suas atribuições conceder ou não a solicitação, elogiei a vereadora por sua iniciativa e por atender a solicitação dos ACS atuando como uma digna representante do povo e transmitindo seus anseios ao Poder Executivo, que através da câmara era uma das maneiras disso ocorrer, que deveríamos votar a matéria, pois se não votássemos nós estaríamos deixando de analisar no legislativo uma vontade da categoria e trazendo para o legislativo uma responsabilidade que não era nossa, enfatizei que cada vereador deveria votar segundo sua consciência contra, a favor ou abster-se sendo que meu voto era a favor pois entendia que os ACS tem direito a tal gratificação”. Quem quiser confirmar minha fala solicite o áudio a secretaria legislativa, essa é a verdade em relação a matéria que irritou tanto o vereador pugilista.

3 - O momento de minha interferência na fala do pugilista
O momento de minha interferência na fala do pugilista foi no Grande Expediente, período da sessão que usamos a tribuna para nossas falas e considerações, interferi exatamente no momento em que ele disse a seguinte frase “ hoje o vereador RAIMUNDO DO MITECO QUERIA QUE EU VOTASSE A FAVOR DE UMA MATÉRIA....”, interferi solicitando que ele falasse a verdade, em nenhum momento obriguei ou obrigarei alguém a votar a favor ou contra algo na câmara, sempre uso argumentos mostrando a necessidade de votar ou não e o meu pensamento para que meu voto seja contra ou a favor, e os demais sempre tem o direito de concordar ou não, logo minha interferência foi para que o mentiroso corrigisse sua fala, pois em nenhum momento pedi a ele ou a outro vereador para votar a favor ou contra a matéria, queria apenas que a mesma fosse votada, e que meu voto seria a favor.

4 - O que Penso disso
Assim ocorreu, logo percebam quem é malicioso, quem é sem escrúpulo, quem mente, pois na verdade entendi que a confusão se deu por outro motivo e não por esse, pois esse não motiva tanta agressividade. Volto a afirmar a falta de escrúpulo quando ele se dirige com mentiras e usa os nomes de seus companheiros edis da forma como tem usado é não ter nenhum bom senso mesmo, como por exemplo a inescrupulosa acusação em relação a ver Arineide ser usada para que outro vereador atinja seus objetivos está baseada em que? Senão falta de escrúpulo, eu por exemplo, só tomei conhecimento da proposição na hora da votação, a acusação é baixa e inescrupulosa, assim como agir com a flexibilidade política (malícia) que vem agindo no legislativo e acusar-me de fazer qualquer coisa pelos meus interesses políticos é falta de escrúpulos e cara de pau do edil, pois é o que ele e não eu tem feito, agir em nome de seus interesses. É até vergonhoso seu ciúme declarado da Vereadora Arineide buscar voos mais altos com seu grupo político, imaginem em relação a sua vida sentimental (namorido?), dizer que esses acontecimentos estão ligados a disputas pela presidência da casa e que “um grupo “joga sujo” para alcançar seus objetivos, enquanto o outro, via de regra, resiste às manobras perpetradas pelo primeiro,” é realmente está olhando apenas para seu próprio umbigo ou no máximo em um espelho, sinais claro de uma demência, seja ela alguma síndrome de perseguição ou pânico (traumas de outrora) ou então narcisismo exacerbado. Se toca companheiro, atitudes como as suas só fazem mal a sociedade.
O que ficou subentendido pra mim é que o real motivo da agressão inicial deturpando minha fala e da tentativa de agressão física se deu porque afirmei ao vereador Jairo que se o Junior não for candidato a presidente posso votar nele Ver. Jairo e principalmente porque na minha fala do grande expediente, cobrei da Líder de governo resposta de um pedido de informação feito na sessão do dia 12 de março, onde solicitei ao executivo relatório contendo o nome, função, e legalidade da existência de servidores cedidos de outro município para o nosso. Pessoas que hoje estão ocupando vagas na administração municipal de concursados ou de outras pessoas de nosso município que foram demitidas recentemente para satisfazer interesses pessoais apenas e pagar honorários advocatícios a edis e outros, MAS LEMBRO QUE PEDI DESCULPAS AO EDIL ANDREY, POIS NÃO SE TRATAVA DE UMA AÇÃO RELACIONADA AO FATO DE SUA ESPOSA ESTÁ TRABALHANDO NO PSF ANTONIO PIMENTEL COMO CEDIDA DO MUNICÍPIO DE CASTANHAL, POIS QUANDO FIZ A SOLICITAÇÃO ELA AINDA NÃO SE ENCONTRAVA A DISPOSIÇÃO DE SMG (CEDIDA?) O PEDIDO FOI FEITO NA MESMA SESSÃO EM QUE O MESO EDIL COBROU VEEMENTE AÇÃO A MESA DIRETORA, CITANDO O DECRETO LEI 201, PARA QUE FOSSE PROTOCOLADA AÇÃO JUDICIÁRIA SOLICITANDO AS INFORMAÇÕES DO EXECUTIVOS ATÉ ENTÃO NEGADAS PELO EXECUTIVO E PELO MINISTÉRIO PÚBLICO, fato esse que não sei por que, já foi esquecido pelo Edil que agora voltou a aplaudir e defender o executivo e a escrever baboseiras como a que escreveu em seu blog e que tem a ousadia de acusar os outros de só pensarem em seus interesses políticos e pessoais. 
Acredito que a raiva canina se deu em função do risco de não está presente no relatório de servidores cedidos o nome de uma servidora do município de Castanhal ainda em estágio probatório ao nosso município esse sim pode ser o real motivo da tentativa de agressão e não a defesa de pensamentos jurídicos e de legalidades, aí pergunto:
- “EU SOU O INESCRUPULOSO?
- EU QUE SÓ PENSO NOS MEUS INTERESSES POLÍTICOS?
- EU QUE USO OS OUTROS COMPANHEIROS?
- QUEM É PAPAGAIO DE PIRATA A FINAL?

Infelizmente essas atitudes não ajudam em nada o município, nem mesmo a minha, mas pelo menos a minha tenho consciência são apenas respostas a ataques covardes e mentirosos vindos de alguém do mesmo valor!

quinta-feira, 3 de abril de 2014

VEREADORES QUASE CHEGAM AS VIAS DE FATOS EM SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

Foto: Acessaguama
Há muito tempo que não se presenciava momentos de tentativa de agressão na câmara de São Miguel do Guamá, o que se limitava apenas a bate-boca entre os edis daquela casa. Tudo por conta de um pedido de vista de uma indicação (proposição que tem a finalidade de sugerir a outro Poder, ou a outra entidade pública, a execução de medidas fora do alcance do Poder Legislativo) apresentada pela vereadora Neidinha Feitosa na sessão da última quarta-feira, 2, o que levou a delongar a discussão da matéria. Em seu blog o vereador Andrey Monteiro (PDT) atacou o Raimundo do Miteco (PROS) chamando de vereador sem escrúpulo e que “faz de tudo para alcançar seus objetivos, via de regra legisla com segundas intenções...”, e que “usou a 'ingênua' Vereadora Neidinha para manobrar e alcançar seus propósitos,...”. Em seguida, disse que a vereadora, também do PROS, Neidinha Feitosa não é boba e usa seu mandato para alavancar uma possível candidatura nas eleições que se aproximam,...”.

Vereadora também se manifestou nas redes sociais
Dizendo que ao pedir vistas Andrey Monteiro contrariou o Regimento Interno da Câmara, a vereadora insinuou que o vereador quis tumultuar a sessão e prejudicar os trabalhos colocando aquela casa numa situação vexatória. Ela disse também que não foi a primeira vez que o vereador agiu com a mesma atitude. Nessa postagem a vereadora teve mais de trinta comentários de apoio e de repúdio ao vereador que quis dizer que Neidinha é “papagaio de pirata”.  esse cara (vereador Andrey) é um idiota ,e só sabe prejudicar o povo e arrumar confusão”, comentou uma internauta no perfil da vereadora. Mais de quarenta pessoas curtiram a postagem da vereadora e houve um compartilhamento até o fechamento desta matéria. O blog não conseguiu contatar o vereador Raimundo do Miteco.

Tumulto
Após o pedido de vistas e o cancelamento da sessão houve uma confusão generalizada no plenário da câmara protagonizada pelos vereadores Andrey Monteiro e Raimundo do Miteco, que foi preciso à intervenção dos colegas. O mais exaltado era o vereador do PDT que, segundo um colega seu, chegou a tirar a aliança pra ir às vias de fato com Raimundo, sendo contido pelo vereador Pisca (PP). Uma comissão deverá ser constituída para apurar os fatos já que houve Falta de Decoro no plenário da Câmara.


Veja os dois vídeos exibidos pelo acessaguama: https://www.facebook.com/acessa.guama?fref=ts  

quarta-feira, 2 de abril de 2014

SANTA MARIA DO PARÁ: MINISTRO NEGA SEGUIMENTO AO RECURSO DE DIANA MELO

Ministro do TSE Henrique das Neves
O Ministro Henrique Neves da Silva do Tribunal Superior Eleitoral negou seguimento no dia de hoje, 02, ao Recurso Especial impetrado pela candidata do Partido da Republica-PR Diana de Souza Melo e manteve a sentença de indeferimento do pedido de registro de candidatura da primeira recorrente ao cargo de prefeito do Município de Santa Maria do Pará/PA, bem como da chapa majoritária por ela integrada. No relatório o Ministro cita que “o Ex-Prefeito (marido da recorrente) foi cassado na Ação de Investigação Judicial Eleitoral n° 153-13.2012.6.14.0067 em 28/11/2012, e na AIME n° 1-28.2013.6.14.0067 em 25/06/2013, tendo permanecido no cargo através de liminares até a data de 09/10/2013, ou seja, há menos de seis meses da eleição que se realizara em 02/02/2014, mais precisamente 03 (três) meses e 23 (vinte e três) dias da nova Eleição. Neste contexto, nota-se com clareza que a candidata está em situação mais benéfica perante o eleitorado que os seus adversários”.
Após as formalidades o TRE deverá ser comunicado da decisão que se pronunciará sobre a nova eleição no município.
Maiores detalhes no decorrer da semana.

MORADORES PROMETEM PROCURAR MPMA PARA DENUNCIAR DESPEJO DE DEJETOS

Moradores prometem recorrer ao Ministério Público do Meio
Ambiente caso nada seja feito pela secretaria de meio ambiente
Um caminhão tipo limpa fossa está atormentando a vida dos moradores da localidade Apuí, zona rural do município de São Miguel do Guamá. Segundo denúncia feita pelos moradores daquela localidade a uma emissora de rádio do município esse caminhão estaria despejando dejetos nas proximidades do Igarapé Apuí, prejudicando o banho naquele lugar muito frequentado por banhistas da região. "O mau cheiro é muito grande aqui, toda vez que eles despejam essa porcaria ninguém consegue entrar no igarapé", afirmou um dos moradores. A comunidade pede providências da secretaria de meio ambiente, e prometem procurar o Ministério Público do Meio Ambiente do município caso nada seja feito para solucionar o problema. Logo após a veiculação da noticia, o proprietário do veículo procurou a emissora para dizer que “está despejando os dejetos em sua propriedade e que não acredita que esteja afetando o igarapé, já que fica distante um quilometro do local.”

domingo, 30 de março de 2014

ELEIÇÕES 2014: DEPOIS DA COPA COMEÇAM AS PEREGRINAÇÕES

Parece que ainda é cedo para falarmos sobre as eleições de outubro próximo. Passado o carnaval as atenções vão para a Semana Santa e a famosa troca de Ovos de Páscoa, sempre pensando na Copa do Mundo que sediamos, e deixando pra depois o dever cívico do voto que já passa a ser discutido no TSE que poderá perder a sua obrigatoriedade. Pra ser mais claro, o interesse pelas eleições só começam depois da Copa e das férias de julho. Passada toda essa euforia, independentemente do Brasil se sair bem na copa, um amontoado de políticos desembarcarão no município a procura de votos, nem que seja unzinho só.  Muitos vêm com discursos de encher linguiças, disse-me-disses e falsas promessas, como fizeram nas eleições passadas e nada arranjaram para o município e estão “queimados” com o povão. Chegou a hora do guamaense usar sua poderosa arma (o voto) para banir da política os mentirosos e os ficha-sujas que aqui barganham votos, se elegem e sumiram aparecendo somente nesta época com a cara mais lambida do mundo. Não quero aqui generalizar, pois, ainda existem candidatos dignos da confiança dos guamaenses, entre os poucos posso mencionar o nome do deputado Pio X (não trabalho pra ele) que vejo com frequência no município atendendo algumas solicitações da comunidade, se bem que poderia fazer mais. A minha preocupação hoje são com os “lobos” fantasiados de “cordeiros” que surgirão, adentrarão em sua casa, tomarão café em qualquer copo que você sirva, lhe abraçarão, pegarão na sua mão e depois irão correndo lavar as mãos no banheiro mais próximo. Político que aqui passou levou voto e não fez, mande pastar. 

ELEIÇÕES 2014: PT APROVA ALIANÇA COM PMDB

Após reunião do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), realizada na tarde deste sábado (29), foi aprovado com maioria de votos que o PT irá apoiar o PMDB no 1º turno das eleições. No total, foram 249 votos contra 100.
O encontro definiu a aliança em primeiro turno com o PMDB para a eleição do pré-candidato Helder Barbalho, do pré-candidato ao Senado, Paulo Rocha (PT) e reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). 

PHS REUNE EM PLENÁRIA ESTADUAL
O Partido Humanista da Solidariedade (PHS), realizou ontem, na Câmara Municipal de Belém, a sua plenária estadual. O presidente nacional do partido, Eduardo Machado; o presidente estadual, Josenir Nascimento; e o presidente municipal, vereador de Belém Igor Normando, foram os anfitriões da plenária, que ainda contou com várias lideranças dos diretórios do PHS pelo Pará.

Josenir agradeceu a presença de todos e disse estar satisfeito com o papel do PHS na política paraense. “Dos 144 municípios paraenses, o PHS está presente em 90, visto que mais da metade das cidades do Estado tem representações do partido”. Igor Normando também falou deste crescimento e da expectativa para as próximas eleições. “O PHS está fisicamente em quase todo o Estado e as eleições municipais de 2012 foram determinantes para este crescimento. Estamos prontos para cumprir nosso papel nas próximas eleições. Tenho certeza que sairemos dela ainda mais fortes” afirmou.

sábado, 29 de março de 2014

“DiG” SERÁ LANÇADO DIA 5 DE ABRIL

Mais uma pagina na web estará surgindo para o delírio dos internautas de São Miguel e região: Diário do Guamá – DiG. O novo espaço disponibilizará aos apreciadores da web a agenda de eventos, fotos, vídeos e muita notícia. Segundo seu idealizador um exaustivo trabalho de pesquisa foi feito a fim de atender os anseios dos futuros seguidores e uma estruturação está sendo montada para que toda informação divulgada no site seja confiável. Para isso, o espaço contará com a participação de profissionais dos diversos segmentos de mídia. O efeito visual é mais uma preocupação de seus idealizadores. O lançamento do DiG será dia 5 de abril, no salão de eventos “21”, localizado na avenida Américo Lopes. 

GUAMAENSES ESTÃO INDIGNADOS COM A OPERADORA OI

A fiação se encontra do jeito que está há mais de uma semana
trazendo riscos aos motoristas e transeuntes.
Considerada uma das campeãs em reclamações, segundo a Anatel, a operadora de telefonia móvel e fixa Oi vem deixando a desejar nos seus serviços em São Miguel do Guamá. Ausência de sinais e falta de atendimento em consertos são algumas das reclamações dos guamaenses que utilizam os serviços de telefonia móvel e fixa da operadora. Usuários de telefonia fixa, após solicitarem os consertos de suas linhas amargam há mais de cinco dias a espera pelo restabelecimento do serviço de telefonia e internet. Segundo um cliente que buscou informações na sexta-feira, 28, na central que existe no município, um funcionário disse que “todos os técnicos estariam no município de Aurora cumprindo o cronograma de atendimento da região e só depois voltariam ao município”, indignando o cliente disse ao Blog que o município deveria ter uma equipe exclusiva de plantão.
O descaso com o usuário é tão grande que a empresa há mais de uma semana não toma providência na recuperação da fiação que foi rompida por um caminhão que levou abaixo os cabos que atendem os telefones nas mediações da rua Fernando Cruz, no centro comercial da cidade. A forma em que se encontram os fios podem trazer um prejuízo ainda maior para a comunidade, pois no período da noite, motoristas desavisados podem arrancar os cabos e levar abaixo os postes que sustentam os cabos. 

VAI UMA CAIPIREJA AI?

Foto extraída do Face de Nazareno Maia
Nos últimos tempos a mais popular das bebidas está sendo apreciada cada vez mais, seja harmonizada com pratos gourmet, antecedendo bebidas tradicionais ou misturada à cerveja. Na cozinha, a cachaça é adicionada aos mais diversos pratos estimulando o paladar. Antes e misturadas as demais bebidas, segundo os especialistas, estimula o paladar e os sentidos passando uma sensação de saciedade. O certo é que a mistura da cachaça com a cerveja virou moda em São Miguel do Guamá, tanto que levou a denominação de “Caipireja” e é servida em grande taça ornamentada com sal e limão, como a mostrada na foto divulgada no facebook por Nazareno Maia. A Caipireja harmoniza muito bem com aperitivos e outros pratos, e pode ser apreciada nos melhores estabelecimentos do município.

quinta-feira, 27 de março de 2014

MAIS UMA: PRESIDENTE ENCERRA SESSÃO POR FALTA DE QUORUM

O que está acontecendo na câmara municipal de São Miguel do Guamá é falta de paciência da mesa diretora ou a gazetagem de vereadores nas sessões que são canceladas? Segundo a presidência, pela falta da maioria. O que ocorreu na sessão da última quarta-feira dá a impressão de que não houve reunião pela falta de vereadores ao plenário no horário estipulado para o seu início o que causa ainda mais desgaste perante a população que já começa a esculachar seus representantes. Pelo que pudemos constatar naquele dia havia mais do que o necessário para a abertura da sessão, só que alguns estavam em seus gabinetes e outros contemplando o Rio Guamá que fica às proximidades da casa de leis. O que levou o presidente, que chega bem cedo nos dias de reuniões, a perder a paciência e nem começa-la.
Não cremos que seja falta de paciência já que são realizadas apenas quatro reuniões ao mês, ou seja, uma por semana e seria até prudente passar o dia todo para sua realização. Até almoçar no locar seria possível! Fomos em busca de informações na secretaria da Casa e nos foi dito que não poderia haver a reunião sem a presença da maioria absoluta dos vereadores devido a votação da Ata da reunião anterior, o que causaria prejuízos ao processo legislativo. Poderíamos até acatar tal justificativa já que faz parte da cultura daquele legislativo votar a Ata no início de cada sessão, após a chamada dos vereadores, só que se não tiver um acordo de bancada a coisa vai piorar ainda mais. Já que aqui fora a coisa ecoa como gazetagem.

Para abertura da sessão
O número de presença para abertura de sessões é determinado pelo Regimento Interno e pode ser inferior à maioria absoluta (metade mais um dos vereadores): por exemplo, um terço dos membros da Câmara ou mesmo menos. Isso quer dizer que as sessões podem começar sem a exigência da maioria absoluta onde é realizada a oração, leitura de documentos e pequeno expediente (espaço das lideranças de partidos para fazerem comunicados, entre outros). Sobre a justificativa da necessidade da votação da Ata, esse importante documento ficaria para o início do pequeno expediente onde são apreciados e votados os requerimentos, moções e indicações, proposições que necessitam da maioria absoluta para sua aprovação (oito vereadores). Seria o tempo necessário para a chegada dos atrasados, evitando, assim, a não realização de tão importante reunião deliberativa e amenizaria as gozações impostas pela população.

segunda-feira, 24 de março de 2014

JOÃO MAROJA FOI AFASTADO APÓS POSSÍVEIS IRREGULARIDADES NA CONCESSÃO DE LIMINARES PARA POLÍTICOS DE CHAVES E SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, nesta segunda-feira (24), durante sessão ordinária, instaurar Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar indícios de que o desembargador João José da Silva Maroja, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), teria recebido, quando presidia o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), pelo menos R$ 1,3 milhão em troca de decisões judiciais favoráveis a políticos paraenses. O colegiado decidiu também afastar o magistrado de suas funções durante o andamento do PAD.
A decisão foi tomada na análise do pedido de providências vindo do Ministério Público Federal (MPF). A matéria foi relatada pelo ministro Francisco Falcão, corregedor nacional de Justiça. Sua proposta de abertura do PAD e de afastamento do desembargador paraense foi votada por unanimidade.
O caso se refere à gestão do desembargador João Maroja à frente do TRE/PA no biênio 2009-2011. Naquela ocasião o então prefeito do município de Chaves, Ubiratan de Almeida Neto, o vice-prefeito, Pedro Maurício Franco Steiner e a vereadora Vera Lúcia Alves Barros foram cassados pela Justiça Eleitoral sob a acusação de compra de votos nas eleições de 2008. Segundo a representação do MPF, após a cassação, eles entraram com recurso ordinário, que foi negado pelo TRE/PA. Também tiveram rejeitados embargos de declaração, considerados protelatórios pela corte eleitoral.
Um mês após a publicação do acórdão, os políticos entraram com recurso especial, que foi considerado intempestivo pelo próprio desembargador João Maroja. Na sequência, a parte condenada ajuizou ação cautelar para conferir efeito suspensivo ao recurso especial. Conforme destacou o ministro Francisco Falcão, o próprio desembargador, que havia rejeitado o recurso especial anteriormente, acabou concedendo liminar que permitiu o retorno dos três políticos aos respectivos cargos.
“O desembargador representado, porquanto tenha reconhecido a intempestividade do recurso especial e lhe negado seguimento, acabou por deferir liminar na ação cautelar e suspendeu os efeitos do acórdão que havia confirmado a cassação dos referidos políticos”, destacou o ministro relator, acrescentando que após a decisão do desembargador começaram a surgir rumores de que o magistrado havia recebido R$ 1 milhão em troca da referida liminar. O pagamento da vantagem indevida teria sido intermediado pelo filho do presidente do TRE/PA, o advogado Leonardo do Amaral Maroja, que defendia o então prefeito de Chaves.
“O Ministério Público Federal aponta que, nesse interim, circulavam pelo município de Chaves rumores de que o desembargador representado teria recebido dinheiro em troca da prolação da referida decisão, por intermédio de seu filho, o advogado Leonardo do Amaral Maroja. Asseverou o parquet (MPF) que o proceder do magistrado, por si só, já seria censurável sob o aspecto processual: atuar em um processo em que o filho era advogado”, ressaltou o ministro Falcão.
O relator também informou em seu voto que a Procuradoria Regional Eleitoral do Pará apresentou declarações gravadas que reforçam os indícios de venda de sentença por parte do desembargador João Maroja. “O procurador regional eleitoral apresentou declarações gravadas magneticamente, as quais sugerem que o desembargador Maroja proferiu a decisão de retorno motivado pelo pagamento de vultosa quantia que poderá chegar a R$ 1 milhão".
O ministro Francisco Falcão acrescentou que, conforme a representação do MPF, houve situação análoga no município paraense de São Miguel do Guamá. O então prefeito Vildemar Rosa Fernandes, depois de cassado pela Justiça Eleitoral, retornou ao cargo também por força de decisão do desembargador João Maroja, “sendo que no município já circularia a informação de que, ainda que fosse cassado, o prefeito permaneceria no cargo por conta de um acerto com o filho do presidente do TRE/PA, que teria recebido R$ 300 mil”, destacou o ministro relator.
O plenário do CNJ, além de instaurar o PAD e afastar o desembargador João Maroja, acolheu a proposta do ministro Francisco Falcão de encaminhar à Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do Pará (OAB/PA) informações sobre a conduta do advogado Leonardo do Amaral Maroja, filho do desembargador João Maroja, para as providências que forem necessárias. Segundo informou o ministro relator, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) instaurou inquérito para apurar a prática de crime de corrupção passiva por parte do magistrado.

domingo, 23 de março de 2014

MUNICÍPIO PODERÁ TER DUAS CANDIDATURAS NAS ELEIÇÕES DE 2014

Vereadora Neidinha Feitosa
Neidinha Feitosa (PROS) e Júnior Lira (PSDB) são os nomes comentados no município para postular uma vaga para a Assembleia Legislativa nas próximas eleições e disputarão a preferência dos 40 mil eleitores do município. Os dois são vereadores em São Miguel do Guamá e já informaram aos seus correligionários da intenção da disputa e pretendem ter seus nomes apreciados na convenção estadual de seus partidos. Segundo especialistas ainda é cedo para fazer projeções e dizer qual deles deva ser o mais votado no município. Neidinha é novata no meio político e vem de um bom resultado nas últimas eleições com a marca da vereadora mais votada em 2012, enquanto Júnior Lira comemora seu quarto mandato como vereador e tem seus votos concentrados na zona rural, bem como seus trabalhos executados.
Vereador Júnior Lira ao lado do vice-prefeito
 e de uma moradora da zona rural
O certo é que São Miguel do Guamá tem na sua cultura votar em gente da casa, como foram os candidatos bem votados no município Rosenita Rocha e Marcos do PT. Os dois também eram vereadores no município na época das candidaturas. Com a confirmação das candidaturas dos vereadores, candidatos acostumados a levar votos do município por falta de opção para os moradores, já começam a arrancar cabelos e acelerar suas conversações com lideranças do município a fim de evitar perdas.

sábado, 22 de março de 2014

DONOS DE BARRACAS TERÃO QUE DEIXAR MARGENS DA BR-010

Todos que passam pela BR 010, perímetro urbano de São Miguel do Guamá, podem constatar a utilização irregular da faixa de domínio da BR-010. São muitas as atividades no local que vai desde a venda de frutas, comida, roupas, entre outros produtos, que são tratados como ocupação irregular pela prefeitura que promoveu uma ação conjunta, neste sábado, 22, das secretarias de Finanças e Saúde que contou com o apoio da Polícia Militar, Departamento de Trânsito do Município e do Detran, agentes do departamento de arrecadação do município onde notificaram todos os proprietários de barracas localizadas as margens da BR 010 a se retirarem do local num período de oito dias. Prazo da prefeitura termina sábado, 29 e prometem radicalizar com os desobedientes. Já os donos das vendas estão preocupados porque não tem para onde ir e o risco de ficarem parados já que o sustento de suas famílias é garantido das vendas naquele espaço. Até o fechamento da matéria não se teve informações para onde serão remanejados os ambulantes.